quarta-feira, novembro 01, 2006

Novembro

Novembro é , para mim , o mês do Outono , daqueles dias ainda não muito frios e sempre com o S.Martinho a dar-nos a alegria de uns dias de sol , para nos fazer relembrar o Verão.
Novembro é o mês das castanhas , da marmelada , dos diospiros e das anonas ( que eu adoro ). Do chão cheio de folhas vermelhas , castanhas , amarelas que ganham um tom ainda mais especial sempre que do ceú irrompe um raio de sol.

Hoje é o primeiro dia do mês de Novembro , de Todos-os-Santos . E é um feriado que vem mesmo a calhar para relaxar do stress acumulado com o trabalho das produções dos GNR , conjungado com todo o outro trabalho que há sempre para fazer.
Chamam-lhe dia dos mortos , mas eu prefiro pensar neste dia , como o dia daqueles que tiveram de nos deixar , mas que continuam a viver através dos que cá ficam.
E hoje foi dia de sair de casa , apesar da cansaço teimar em querer ficar no sofá.
Foi dia para o Mário “visitar” o pai . Foi dia para passarmos o fim de tarde , tranquilos , na Arrábida com o meu pai. Foi dia para estar com tantos outros amigos e familiares com quem já só podemos estar em pensamento ou pelo aperto que a sua ausência nos causa no coração.
Hoje o dia foi dedicado a quem tanta saudade me deixa . O meu pai ( sempre presente e cada vez mais em mim ) , a minha avó Adelaide ( linda e o seu perfume único ) , o Rocha ( caramba , vacilei a olhar para o Tejo , desta vez sem ti ao meu lado ) , o Bourbon ( desdentado , desvairado na sua mota ) , o José Luis ( e o seu sorriso charmoso e afável ) , a Tia Paim ( a segunda avó que não tive ) , o primo João ( lutador até ao fim ) , o Zé ( tão amigo do Mário), enfim...hoje soube-me bem dispor do tempo para a alma e ficar com ela mais cheia.

Novembro irá trazer-me ainda mais um aniversário , desta vez especial. Este mês completo 40 anos e depois só faltam mais 10 para chegar aos 50 ( que estranho ... ). Sempre achei que deveria festejar esta ocasião com pompa e circunstância e cheguei a pensar em organizar um festa no Jamaica ou no Tokyo com todos os amigos e companheiros de vida que conseguisse juntar. Mas como “em casa de ferreiro , espeto de pau” , acabei por não ter tempo para produzir a festa e o inicio desta nova étapa da minha vida , já não vai ser assinalada com os amigos , mas apenas com os meus botões.

Novembro também é o mês da minha maternidade. Apesar de ter feito contas para o Mário nascer escorpião ( estava previsto nascer até dia 14 de Novembro ) , o safadinho trocou-me as voltas e só nasceu no dia 24 , já sob o signo de sagitário . Mas foi em Novembro. Já lá vão 16 anos ...

Novembro está aí. Só espero que os próximos 10 meses de Novembro demorem mais tempo a chegar , porque a vida não merece ser vivida tão rapidamente ( ou eu tenho que aprender a vivê-la mais devegar ).

3 comentários:

fatima beirao disse...

Aninhas!!!Afinal quando e' que e' o teu dia de anos? beijinhos da fatima (de Macau)

Ana disse...

Amiga , está quase quase. É já amanhã e o dia está com tendência para se complicar.

fatima beirao disse...

Querida Ana, Parabens, ainda que atrasados. Estou aqui eu e a Aninhas Borges, a escrever-te de um computador do Instituto. Ficamos muito contentes por saber que gostaste do simbolo da dupla felicidade pois é o que nós sinceramente te desejamos. Por aqui esta tudo muito mais calmo embora ainda nao recuperadas da maratona do Festival com a suas bem divertidas e embebedadas noitadas. Faltaste ca tu nos Xutos. Que AMORES!!!! Todos eles!
Agora vamos almocar a Horta e Costa ao indonésio. Beijinhos muito grandes e duplos
da Ana e da fatima

PS - a tua dupla felicidade é de ouro branco para poder brilhar sempre :-)