sábado, janeiro 16, 2010

É incrível como o olhar do meu pai manteve o brilho e ternura de menino ...


É tão difícil subir as escadas , abrir a porta e tu não estares , não poder abraçar-te ou sómente dar-te um beijinho carinhoso na careca ; relatar-te o que andei a fazer kilómetro acima, kilómetro abaixo e como correu este e aquele espectáculo , tendo-te como o mais atento ouvinte ...

É tão difícil não ter o teu carinho e não poder continuar a aprender com o teu saber e a ser melhor pessoa através dos teus valores ...

É tão difícil fingir que estás apenas em viagem , pois de outro modo como poderia encarar cada novo dia ?

Ai como me aperta o coração de saudade e como sem ti continuo sem parte de mim...

Paizinho, quero-te tanto ...

4 comentários:

M. disse...

Pelo que contou ontem e pelo que já li aqui no blog, o seu Pai era mesmo uma pessoa muito especial :)
Muita força!

E obrigada por ontem. É tão bom poder conversar com quem tem tanto para nos ensinar!

Um grande grande beijinho.

Ninhas disse...

'e como sem ti continuo sem parte de mim...'

é sempre isto que se sente por mais tempo que passe, por mais que se amadureça. se há coisa que nunca se aprende é a viver sem essas partes, que mesmo depois de perdidas, sao e serao sempre um mundo que guardamos, cá dentro (e que é bom de guardar, para sempre :) ).

um grande beijinho e um abraço ainda maior!

Claudia disse...

Sinto assim, como você...
essa eterna falta...

Viajante Esperto disse...

Achei seu Blog muito interessante e acho que seus leitores podem também se interessar pelas minhas postagens e os meus pelas suas. O que você acha de nós fazermos uma parceria de link? Vc me divulga e eu faço o mesmo no meu blog viajanteesperto.blogspot.com.

Caso tenha interesse, é só me responder nesse email (viagensped@gmail.com) assim divulgo seu blog na mesma hora!

Boa Sorte com seu Blog,
Abçss Milena