domingo, julho 08, 2007

Entre o ceú e o mar

Ontem já fez um mês e a madrugada de sexta para sábado em S.Jorge , nas Velas , foi nostálgica ... deixei-me levar madrugada adentro até amanhecer , na esplanada , entre partilhas de quem entende e sente aquela ilha e o sedutor do Pico como eu. Deixei-me levar pelas canções da Mafalda , cujas letras ali ainda são mais sentidas, cantadas por uma amiga de amigos que ali estavam .
Eu sei que é ali que quero estar , quando a minha vida puder mudar de rumo...

Só hoje senti
que o rumo a seguir
levava pra longe
senti que este chão
já não tinha espaço
pra tudo o que foge
não sei o motivo pra ir
só sei que não posso ficar
não sei o que vem a seguir
mas quero procurar

e hoje deixei
de tentar erguer
os planos de sempre
aqueles que são
pra outro amanhã
que há-de ser diferente
não quero levar o que dei
talvez nem sequer o que é meu
é que hoje parece bastar
um pouco de céu
um pouco de céu

só hoje esperei
já sem desespero
que a noite caísse
nenhuma palavra
foi hoje diferente
do que já se disse
e há qualquer coisa a nascer
bem dentro no fundo de mim
e há uma força a vencer
qualquer outro fim

não quero levar o que dei
talvez nem sequer o que é meu
é que hoje parece bastar
um pouco de céu
um pouco de céu


( Mafalda Veiga – “Um pouco de céu” )

Estes dias as lágrimas têm-me corrido pelo rosto , sem qualquer tipo de aviso.
Sinto-me sem forças. Sinto-me exausta. Sinto-me perdida... e há uma força que me deixa ancorada àquele canal...

7 comentários:

Pipa disse...

imagino-te velhinha numa casa com vista para o pico, com as vaquinhas à volta e uns bons petiscos na mesa, numa noite quente de verão, acompanhados por umas caipirinhas acabadas de fazer. imagino-te a acordar e a procurar o que o dia traz de novo, o que o pico traz de novo, porque cada dia é sempre tão surpreendentemente diferente nesse canal! e é "só de quem puder sentir" (como na Lisboa dos mil amores)
adoro-te, adoro-te, adoro-te!

Helena disse...

minha querida, tenho aqui um recado para mandares ao jorge (à rita do jorge)

de um querido amigo
Hoje, chamam-lhe "Tama-ra"

beijos, linda***

Lídia Amorim disse...

:) venho deixar uns beijitux e desejar uma excelente semana! e que poucas mais lágrimas deslizem pelo teu rosto, a não ser que sejam lágrimas de felicidade! :p

Vitória disse...

Amiga,

As lagrimas chegam sem avisar ... mas trazem-nos recados ... trazem-nos avisos...

Nós é que temos a "mania" de não as escutar, ou, quando o fazemos é já no limiar das nossas forças...

Precisamos parar para "escutar" as lagrimas ... porque elas são a "voz" da nossa alma...

Tu e os Açores ... ainda não descobri esse encantamento ... possivelmente ainda não descobri o meu "cantinho" neste mundo...

Beijinhos e muitos sorrisos
Vitória

Margarida disse...

Querida Ana, com as ágrimas lavamos a alma! Não te esqueças que atua fantástica energia inspira muita gente... pelo menos a ver pelas inúmeras mensagens de carinho que passam aqui por este teu cantinho cibernautico!
Força, beijinhos

Jana disse...

Adoro-te! Fica um abraço fechado, outro e outro e todos os que precisares!

Pêndulo disse...

Ana

às vezes a tristeza toma conta de nós e as lagrimas são inevitáveis... e necessárias também, se não a mágoa continua dentro de nós. e depois é olhar em frente e seguir...

os ultimos tempos não foram fáceis...mas a vida está à nossa espera... e a vida da muitas voltas ("a vida é um moinho")... e melhores dias virão e vais conseguir olhar para as coisas boas e agradecer por isso... (e há uns tempos atrás aprendi que os tempos menos bons são importantes para valorizarmos tudo o que temos de bom na vida...)

um beijo